vídeo.

Loading...

sábado, 15 de março de 2014

Deu pra ti

Hoje me bateu aquela saudade. Saudade de amigos que eram só meus. Hoje não são mais tanto. Saudades das aventuras que simplesmente inventávamos, das viagens intergalácticas, ou psíquicas através da maionese de nossos cérebros. Saudade de quando fazíamos parte da prioridade no presente, enquanto hoje somos mais uma lembrança do que qualquer outra coisa. Saudade dos nossos segredos. Dos nossos olhares com mensagens subliminares.  Saudade de te ter ao meu lado bagunçando ou simplesmente travando planos imensuráveis, inventando mundos idealísticos. 
Não é uma, mas várias. Afastadas de mim pelo destino, lugar, ou simplesmente escolha própria. Os que junto de mim não tiveram escolha, a culpa é do destino que injustamente nos colocou pra brilhar em caminhos diferentes. Agora, se por escolha própria te afastas-te, prometo que mesmo relutantemente  respeitarei o escudo ao teu redor com novas prioridades. Sempre tentei, hoje eu cansei... Que fique bem claro que a escolha disso não foi minha. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário