vídeo.

Loading...

sábado, 31 de outubro de 2015

Tempestade e Cores

Por um tempo, senti que meu mundo desabou … de novo. 
Incrível, como as coisas ao nosso redor nos afetam…
Incrível, como a maneira que as pessoas nos tratam também…

Difícil viver em um mundo que tudo não depende simplesmente de mim, mas sim, de um todo — onde cada ação minha tem uma reação tanto pra mim quanto para os outros ao meu redor, e vice versa. 

Quantas vezes já não fui pega de surpresa e fui obrigada a colher consequências pelas ações de outras pessoas? Ações essas, que me atingiram e afetaram de uma maneira catastrófica. Como uma plantação de moranguinho no meio de uma tempestade: cai água, cai pedra, e venta tanto que acaba com tudo pela frente. 

Como reagir quando tudo acabar? Sonhos, planos, desejos, amores, esperança, tudo, fim. Não sobrar nada. Absolutamente nada. 
Chega um momento que o que os outros falarem será  invalido. Pois ninguém entende realmente… ninguém tem a mesma pedra no sapato. 

As vezes temos que fugir da realidade miserável para sobreviver as tempestades que hão de vir. Já me escondi na literatura, onde fugia do meu mundo para um de mentira. No tempo, onde mantive uma agenda lotada pra perder a noção dos dias e das horas. Na nostalgia, onde esquecia do presente e fugia do futuro no passado. 

Quantas vezes meus sonhos mais lindos e meus planos de um futuro  foram destruídos por acontecimentos que não tive como controlar? Muitas vezes. Ainda lembro de todas elas. 
Mas tudo que foi me dado, foi porque eu aguento o trampo e porque tenho algo a aprender. Se eu gosto disso? Não. Mas eu sei que da mesma forma uma tempestade destruidora se assemelha com os desafios da minha vida, no seu findar também terei um dos mais belos espetáculos colorido. 

Hoje, parece que a tempestade acabou. Agora, estou ansiosa  a procurar o prisma das cores que logo logo vai aparecer no céu. No meu céu. 



domingo, 31 de maio de 2015

Flor que assopra e voa.

Eu lembro de quando eu costumava buscar a florzinha redonda só pra assoprar. Não sei porque, mas me sentia tão aventurosa assoprando aquela flor e fazendo com que as coisinhas voassem. Significava também que muitas outras flores iguais surgiriam. Eu nem sabia o nome da flor, e também não importava. Nessa época, meu problema maior era "a minha mãe não deixou eu brincar na pracinha de novo." 



Com o passar do tempo, descobri que o nome da flor era dente de leão. Que significava liberdade, otimismo e esperança. Mas principalmente, descobri  que a minha infância foi maravilhosa! Voltei pra época que eu amava incondicionalmente, todas as desavenças eram resolvidas em questão de minutos, não tinha muita responsabilidade, ninguém tinha condição de me magoar, e também ninguém queria, filmes da Disney eram o drama da época, a aventura, a história de amor ... 

Hoje a vida adulta me assusta. Me assusta com tanta morte, com tanto divórcio, com tanta mentira, com tanto egoísmo, tanto ódio, tanto rancor. Onde vamos parar? Tem ainda muita coisa boa, mas o bombardeio negativo que temos de todos os lados, muitas vezes são abafados com tanta barbaridade. 

Hoje eu parei, a assoprei todos os dentes de leão que eu vi na minha frente. Eu torci para um futuro melhor, repleto de amor, amor e mais amor. Me dei 10 minutos, esqueci de todos as minhas dores de cabeças do momento, e ponderei aquilo que eu tenho de mais valor na minha vida. Apesar dos pesares, sou grata por todas as oportunidades. 

domingo, 26 de abril de 2015

Coração.

        O fim do mundo já era pra ser nos anos 2000 e 2012, mas nunca me importei porque ainda assim,  eu era forte. 
Foram tantos desafios, tantos regozijos, momentos inexplicáveis com os quais meu coração bateu, parou, acelerou de emoção, de aventura, de tristeza, de preocupação, de alívio... Eu e ele, sempre um buscando apoiar o outro, afinal estamos no mesmo barco em busca da mesma linha de chegada. 
Sempre confiei no meu coração, ele que me guiava, me transformava e me moldava na pessoa que eu sou. Sempre parte de mim, até mesmo quando a minha mente decidia percorrer outros cantos desse mundo. Não tinha medo, porque no final das contas meu coração por mais cansado que estivesse, ele ainda estaria lá, intacto, batendo. 
A vida não é fácil, o mundo tá cada dia mais assustador, e as coisas têm mudado. O bombardeio moral é grande, impondo goela abaixo coisas que no final das contas acabam afetando a todos. Uns dizem que é bom, outros dizem que é ruim. Cada um escolhe o melhor ângulo para  analisar a situação de acordo com a sua experiência e distinção. 

Me permitiram viver os melhores sentimentos do mundo, a intensidade mais poderosa que existe, a leveza, a inocência de acreditar, o toque, a simplicidade do amar, o medo da perda, a força,  a magia de um conto de fadas. Acreditando com todas as forças naquilo que o mundo muitas vezes dúvida e negligencia. O mundo, em combinação com a vida, também tem a capacidade de acabar com o coração. Desgastando, duvidando, ferindo, atacando, deixando marcas escuras da mesma maneira como o fogo que invade e tem condições de acabar com uma floresta inteira. 

Esqueceram de cuidar devidamente do meu coração e hoje em dia, eu sinto só um vazio grande ... por mais que eu o procure dentro do meu peito, eu não vou encontra-lo onde deveria estar. Perdi ele. Tiraram ele de mim -- se dependesse só da minha pessoa, tudo seria diferente. Mas as vezes não se tem escolha. Tem que buscar força de outros lugares. 

Ainda sinto o meu coração batendo fora do meu corpo, mas eu sei que é só uma questão de tempo-- até que ele pare completamente...

                          

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Perfect Life


Why is my life so perfect? No problems, at all.
I have nothing to worry about, nothing hurts me. Nothing.

    Do you know why? Because you are so self centered with your own problems and trials that you forget people around you are going through different challenges, facing different disappointments, and having to fight different beasts to get moving forwards with their lives. You have no clue how life affects them because you don’t ask, I guess you just don’t want to know…
Good or bad, people are different, and they react to trials differently as well; however, my problem will be always big for me: so big that I’d wish I wouldn’t have to be going through it — we don’t have a choice, except face them.
Don’t judge others, their problems are really big for them.

    Sometimes it hurts, so bad... but I don’t want you worrying about it. Sometimes I doubt myself. I am weak, that I can be broken with words. Sometimes I cried, alone, in my room. But I would never tell you that. And you would never know.
It wouldn’t matter, my life is still perfect, and your problems are too big for you to notice how life is hard and not fair to either one of us.
    My secret to have a perfect life: I try looking for beauty in the world, I keep smiling — and that I can show you. Sometimes I like pretending my life is perfect. At least when I am pretending, it is.



domingo, 8 de fevereiro de 2015

Realidade

"Eu que tenho que dividir nosso segredo sozinha, eu que tenho que lidar com a tempestade dentro de mim. Do que eu quero, do que queria, do que eu tinha, do que eu perdi, do que eu sonhei, e do meu pesadelo... e aceitar a minha realidade me abrindo pra todas oportunidades que se abrem na minha frente. A vida tem sido mais doce comigo, e eu aprecio o que me é apresentado. Que continue sendo doce, e que eu aprenda como lidar com tudo isso."



terça-feira, 13 de janeiro de 2015

I decide.


Sometimes we give up. We give up on the world, we give up on us, we give up on having hope. No matter how life got better years ago, it was just for a moment in time. Trials come, testing our capacity to stay strong in what we have as ideals. 
It is such a fine line describing my disappointing towards people who at times seem losers and weak for giving up, while they are just fed up with the current situation. 

Life will always change, will always challenge your values and your capability to keep going. 
The world is not fair. Life is not fair at all. In a daily basis our dreams can be crushed, our plans ruined and our hope vanished. It sucks sometimes! But we need to forget about the negativity around us. The world is way more beautiful than dark, life is now, and at this moment. Live your life now. Be happy now. Don’t wait for the perfect moment because it might just never knock on your door. 

Forget about the bad and focus on the amazing things God put in your life to teach you through experience, overcoming weaknesses and growing as a human being. Be grateful. Be happy. Be sweet. Change yourself, and you can change your world for a better one. Your decision... 


quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Infinities


I never thought I would be able to understand a slightly part of any infinity. It is hard to make it work in your mind. It challenges your intellect with future plans. I feel like when we achieve something is because we had a dream.  Then it's done! It's over. Therefore, things shouldn't be always infinite, specially when you achieved the desired whatever you aiming for. 

Infinities have different values. It could be a big infinity or a really small infinity, and both will give you different answers and different outcomes. I guess infinity is whatever you need to not stop. In relation to anything: math, school, life... 

The only thing that we really need to understand about infinity is that no matter how big or small it is, it will never ever end. Which means, it is never too late to change what is not that "good" now in order to create a "better" future.