vídeo.

Loading...

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Coleção.

Ás vezes me sinto uma exploradora. Explorando , conhecendo e viajando para além das fronteiras dos pampas do meu RS. Aprendendo sobre tudo mas acima de tudo, aprendendo a me conhecer. Lás e cás que estive, muitos dos amigos que fiz dividiam de uma mesma paixão: uma coleção.

Uns colecionam copos, outros xícaras, outros lápis e outros tampinha de cerveja. O plano é ter um pedaço de cada lugar quer eles estiveram consigo, e ter pra sempre na coleção deles.  Reparei que eu nao tinha uma coleção. Me perguntaram o porquê e eu nao sabia a resposta. Então, comecei a pensar no que eu podia colecionar. 

Pensei e pensei mas nada parecia suficientemente importante pra eu dar devido valor n a minha vida. Depois de muito pensar, de fato decidi: eu coleciono pessoas.  Nao exatamente  Mas sim, pessoas e suas essências.

Cada pessoa é única e as vezes ela nao estará pra sempre do nosso lado. Finamente eu havia decidido minha coleção. Nao importa o tamanho de tempo que uma pessoa tenha feito parte da minha vida, eu vou sempre lembrar o porquê dela me cativar, o porquê de conversarmos , e o motivo pelo qual nos "achamos" amigos. 

Tudo que é bom nos meus amigos eu carrego comigo. Tento seguir os bons exemplos mas até mesmo aquilo que possa nao ser tão agradável se torna um exemplo do que eu nao gosto, nao quero ser e nem  ter perto de mim. 

Toda a essência que as pessoas enalam eu trago comigo, como a minha coleção . E assim, sempre compartilhando a nossa essência, agente se constrói como ser humano.




Collection.

Sometime I feel like an exploratory. Exploring, and traveling beyond the boarder of my beauty Rio Grande do Sul. Learning about everything, but most important, learning about myself.  From the places I've been, many of my friends had the same passion: a collection. 

Some collect glasses, others cups, others pencils and others flip top.  The plan was to have something special with them from each place they had been – forever in their collection. Then I realized that I didn't have one collection. I was asked why and didn't know the answer. Therefore, I started thinking about what would be a good collection. 

I thought for a long time, but nothing seems to be important enough to give the right value in my life. After thinking a lot, in fact I decided: I collect people. Not exactly but yes, I collect people and their scents.

Each person is unique and often they are not going to be by our side forever. Finally, I had decided my collection. It doesn't matter how long one person was part of my life, I will always remember the reason why he or she activated me, theory we talk and the reason we "found" each other friends. 

Everything good in my friends I carry with me. I try to follow the good examples, even though their bad habits are an example of what I don't like, don't want to be nor want close to me. 

Every scent people bring with them I already bring with me, as my collection. So when we share our scent we are ourselves like human beings.